Toxina Botulínica

O uso de toxina botulínica para o tratamento de rugas tornou-se muito popular nos últimos anos. Por isso é importante conhecer o embasamento científico, ou seja, a técnica empregada e os cuidados que devem acompanhar esse procedimento médico.

As doses e locais de aplicação são individuais e variam com o passar do tempo.

Não há receita padrão, nem dose padrão para o tratamento. A idade, o tipo de pele, a força muscular, os hábitos, as expressões, enfim, todas estas questões devem ser levadas em conta quando escolhemos a técnica e a dose de aplicação.
De qualquer forma, a dose deve diminuir ao longo do tempo, pois a idéia é tentar movimentar o frontal e permitir com que ele levante a sobrancelha. A técnica é semelhante ao que sempre foi, pois o músculo frontal é único e homogêneo.

Na glabela lidamos com o movimento expressão, formato e posicionamento da sobrancelha.

A aplicação de toxina é diferente conforme o sexo pois no caso dos homens há mais força muscular, pele mais espessa e sobrancelha reta, enquanto as mulheres têm sobrancelha arqueada e menos força muscular.

O conhecimento anatômico e a profundidade da agulha neste ponto é fundamental para resultados satisfatórios.

Em relação ao terço inferior, os pontos devem ser mais precisos e a quantidade de toxina botulínica menor.

Tratamento de Estria e Celulite

Estrias

As estrias são queixa freqüente no consultório dermatológico, principalmente pelas mulheres, que a cada dia têm se preocupado mais com a estética corporal. Realmente as estrias são mais prevalentes no sexo feminino e estão diretamente relacionadas a períodos de alterações hormonais, como a puberdade, gestação e obesidade

As estrias são cicatrizes suaves em locais onde houve estiramento excessivo da pele, levando a um rompimento prematuro das fibras.

 CAUSAS:

No puberdade, as alterações hormonais relacionadas a adrenarco, com participação importante do cortisol, podem levar ao aparecimento de estrias. No gestação, os próprios hormônios da gravidez, associados ao estiramento do pele e ao ganho de peso levam a formação de estrias. E interessante ressaltar, que as estrias são mais freqüentes nas gestantes adolescentes quando comparadas a mulheres adultas grávidas. Isto talvez ocorra em decorrência da soma de componentes hormonais nas adolescentes grávidas.

Além destas condições fisiológicas, há outros fatores que desencadeiam a formação de estrias, como o ganho de peso, o uso de corticóides sistêmicos e tópicos, e o aumento abrupto de massa muscular, observado em pessoas que se submetem a uma hipertrofia muscular rápida, acompanhada de distensão importante da pele.

As estrias são cicatrizes suaves em locais onde houve estiramento excessivo da pele, levando a um rompimento prematuro das fibras.

As razões do seu aparecimento não são totalmente claras mas fatores hormonais são relevantes, pois as mulheres são mais suscetível na época da puberdade e gravidez. Na fase as estrias são arroxeadas demonstrando um estado inflamatório da pele. Nesta fase ela é mais fácil de ser tratada com a utilização de lasers que diminuem o eritema e a tendência para cicatriz. A estria vermelha é totalmente diferente da estria branca pois a primeira é considerada a fase inicial, inflamatória, com vasodilatação, e a segunda é cicatricial sem inflamação e com cor esbranquiçada.

As estrias brancas representam o aspecto final da estria, já estão consolidadas, não há mais processo inflamatório e são mais difíceis de tratar.

Neste caso, além do aspecto esbranquiçado, existe o afinamento e depressão e quantidade menor de fibras. Os tratamentos utilizados visam a estimulação da pele para que maior quantidade de fibras possa ser produzidas.

Tratamento de Estrias

O tratamento das estrias não é simples, uma vez que ainda não existe nenhum método capaz de resolvê-las por completo. Por isso, é muito importante que os pacientes sejam orientados sobre os resultados que podem ser obtidos, uma vez que a expectativa costuma ser a cura.

Melasma

O Melasma é uma hipermelanose adquirida caracterizada pelo aparecimento de máculas acastanhados localizadas principalmente no rosto. Ocorre preferencialmente em mulheres hispânicas e asiáticas e em cerca de dez por cento dos homens.

A causa do melasma é desconhecida estando envolvidos fatores genéticos raciais, hormonais e ambientais como a radiação ultravioleta. O cloasma gravídico está associado as mudanças hormonais deste período e em geral desaparece após o parto.

Ainda não houve identificação de genes específicos ligados ao melasma, mas a prevalência maior nos hispânicos e asiáticos além da ocorrência familiar sugerem a participação genética.

A participação do estrógeno e progesterona na etiologia destas manchas tem fortes indícios pela relação tanto com a gravidez como com o uso de anticoncepcionais.

Alguns trabalhos sugerem a relação do aparecimento do melasma com doenças da tiróide especialmente aquelas auto imunes. Outros, demonstraram a elevação sérica do

A pele com melasma parece responder mais intensamente ao estímulo da radiação ultravioleta.

Tratamento

Para o tratamento do melasma devemos traçar um plano estratégico para obter resultados mais satisfatórios uma vez que trata-se de dermatose crônica, e de etiopatogenia desconhecida.

Estratégia

1. Proteção em relação à radiação solar.
2. Inibição da atividade dos melanócitos.
3. Inibição da síntese de melanina.
4. Remoção da melanina.
5. Destruição dos grânulos de melanina.

O filtro solar tópico deve ser usado todos os dias, várias vezes principalmente em nosso meio. Atualmente os filtros tem protegido toda gama de radiação inclusive infravermelho. No caso da fotoproteção para tratamento do melasma é necessário que o filtro proteja em relação ao comprimento de onda B e também o comprimento onda A . A associação de filtros químicos e físicos é melhor pois incrementa a qualidade do É importante no tratamento do melasma que haja consciência da necessidade de proteção solar diária, além de evitar o excesso de radiação sempre que possível.

Remoção da melanina

A remoção da melanina pode ser feita com uso de “peelings” que promovem a esfoliação da pele,
eliminando a melanina.

O tratamento do melasma é prolongado, a resposta somente inicia após cerca de 45 dias, e o sol precisa ser controlado e por esta razão o entendimento do paciente é importante.

O tratamento do melasma é difícil, porém há respostas muito adequadas. Geralmente a recidiva principalmente se houver exposição ao sol. Isto ocorre porque os melanócitos desta região tem um comportamento fisiológico alterado que especulativamente deve estar relacionado ao mecanismo hormônio receptor.

Olheiras

Nada mais que uma diferença de tonalidade entre as pálpebras inferiores e o resto da face. Falando assim, até parece que elas não têm tanta importância. Mas esta desigualdade resulta em grandes consequências: aspecto de cansaço, de mais idade e, em casos extremos, a impressão de se estar drogado ou alcoolizado. Enfim, quem é acometido por este mal sofre em saber que sua aparência não lembra saúde.

Tratamento para as Mãos

Muitas pessoas cuidam da aparência do rosto, às vezes lembram-se do pescoço e do colo mas esquecem-se que as mãos que estão sempre a vista precisam também ser cuidadas e conservadas pois da nada adianta uma face jovem se ao olharmos para as mãos estas apresentarem manchas, sulcos e uma pele envelhecida.

Os métodos são muitos semelhantes. A pele deve ser preparada pelo menos 3 – 6 semanas antes do ácido retinóico, nidroquinona e filtro solar.
Na recuperação deve ser usado creme com antibiótico e protetor solar por cerca de 20 dias.
Peles mais escuras mancham mais.
Peles mais claras melhores resultados. Peles finas mais propensas a cicatriz.
Pode haver combinação de métodos como laser nas manchas e peeling no resto da mão.
O custo é semelhante.

Peeling

O que é?

Utilização de substâncias químicas, para agredir os locais manchados são usados vários tipos de ácido como: O ácido mais usado é o tricloroacético que pode estar na forma liquida ou em pasta.

Como funciona ?

O ácido é colocado ou somente na mancha ou em toda a mão, provocando uma queimadura com crosta, que irá agredir e depois eliminar o pigmento. É uma queimadura química que atinge toda a pele sem especificação. Há ardor e calor quando se coloca o ácido na pele.

Laser

0 que é ?

Laser é uma luz especial que é emitida por um aparelho com diferentes fontes de energia. Esta luz penetra na pele, identifica-se com um alvo através de um comprimento de onda específica.

Como funciona ?

O laser atinge as manchas, vasos, ou fibras, jogando um calor específico naquela estrutura. O calor destrói total ou parcialmente esta estrutura, que depois é metabolizada como uma substância estranha ao organismo. Quando trata-se de uma mancha marrom o aparelho é programado com um comprimento de onda especial para melanina, não destrói outros pigmentos, mas vai direto aquele sem agredir a pele ao redor. O local apresenta um tipo de queimadura leve, ficando mais escura e com crosta, sem inflamação. Com o passar dos dias a crosta cai, deixando a pele rosada. A recuperação ocorre em cerca de 12 dias, sem dor ou ardor no local.

Qual resultado ?

O resultado costuma ser de bom a ótimo, principalmente se a pele for clara e grossa. Não é possível fazer quando a pessoa está bronzeada, pois ele confunde o tipo de pigmento e queima a mão. Peles finas podem ficar com cicatriz. Pode haver infecção secundária.

Nitrogênio Líquido

É um elemento químico em forma liquida, que é colocado na mancha. Esta aplicação é em forma de spray, provocando uma queimadura pelo frio. O local fica branco, com avermelhado pelo congelamento. É usado sobre as manchas.

Radiofrequência

O que é?

Aparelho com onda de rádios que atinge as manchas provocando um tipo de queimadura que irá eliminar a mancha. O aparelho é ligado na tomada e no local é encostada uma ponteira que elimina o calor.

Como funciona ?

O aparelho é ligado e regulado para emitir uma energia com certa potência que irá queimar a mancha. A pessoa sente um ardor de queimadura. Com o passar dos dias há formação de crosta, a pele troca clareando o local.